O que é a Gordura no Fígado?



Gordura no FígadoGordura no Fígado é o resultado da acumulação de excesso de gordura nas células do fígado.

O tecido adiposo acumula-se lentamente no fígado quando a dieta de uma pessoa ultrapassa o valor da gordura que o seu corpo pode suportar. Uma pessoa tem um fígado gordo quando tem pelo menos 5-10% de gordura  no fígado. Existem no entanto fígados gordos que  podem ter uma condição completamente benigna e não costumam levar a danos hepáticos. No entanto, uma vez que há uma acumulação de gordura, o fígado torna-se vulnerável a danos adicionais, o que pode resultar na inflamação e cicatrizes no fígado.

O que causa a Gordura no Fígado?

A causa mais comum é a obesidade. Considerando várias décadas atrás a obesidade não era muito comum, de acordo com as estatísticas atuais uma grande percentagem da população sofre de sobrepeso. Estima-se que 75% dos indivíduos obesos estão em risco de desenvolver a doença. Até 23% dos indivíduos obesos estão em risco de desenvolver gordura do fígado com inflamação.

Além da obesidade, as causas nutricionais da doença são:

  •      fome e desnutrição protéica,
  •      utilização a longo prazo de nutrição parentérica total (um procedimento que envolve a alimentação de nutrientes directamente na corrente sanguínea),
  •      cirurgia de bypass intestinal para obesidade,
  •      perda de peso rápida.

Certas condições muitas vezes acompanham e podem contribuir para a doença:

  •      diabetes mellitus,
  •      hiperlipidemia (lípidos elevados no sangue),
  •      resistência à insulina e hipertensão arterial.

Outras causas incluem:

  •      fatores genéticos,
  •      drogas e produtos químicos tais como o álcool, corticosteróides tetraciclina, e tetracloreto de carbono.

 

Como podemos definir “sobrepeso” e “obeso”?

Embora muitas pessoas sentem que podem perder algum peso, poucos se consideram obesas. Uma medida amplamente utilizada para definir o “sobrepeso” e “obeso” é o Índice de Massa Corporal (IMC). A IMC é um cálculo com base na sua altura e peso que dá um número que reflete o peso saudável ou não. Um IMC de 18 – 25 está dentro da faixa saudável para a maioria das pessoas, 25 – 30 é classificado como sobrepeso e acima de 30 é obeso. Diferentes grupos étnicos podem diferir ligeiramente – por exemplo, em populações asiáticas o IMC saudável é mais baixo, variando de 18 – 23.

Será que o tamanho da sua cintura importa?

O excesso de gordura abdominal está associada à gordura no fígado e  a outros riscos para saúde, como diabetes. As medidas da cintura diferem segundo o sexo, são usados ​​para identificar riscos para a saúde associados com o excesso de gordura abdominal: Para os homens, os riscos para a saúde aumentam se a circunferência da sua cintura for mais do que 102 cm. Para as mulheres, os riscos aumentam se a circunferência da cintura for mais do que 88 cm.

Qual é o meu IMC?
Pode usar a seguinte fórmula para calcular o seu IMC:

IMC = peso em quilogramas dividido pela (altura em metros) 2

Exemplo: para alguém que tem 1,70 metros de altura que pesa 80 kg:
IMC = 80 dividido por (1,70) 2 = 27,7

Como é que a gordura entra no fígado?

A gordura da dieta de uma pessoa é normalmente metabolizada pelo fígado e outros tecidos. Se a quantidade de gordura exceder o que é requerido pelo corpo, a gordura é armazenada no tecido adiposo. Outras razões para a acumulação de gordura no fígado pode ser a transferência de gordura a partir de outras partes do corpo ou a incapacidade do fígado para mudar para uma forma que possa ser eliminada.

O que é esteatose hepática não-alcoólica?

A esteatose hepática não-alcoólica representa o mais grave do espectro da gordura do fígado não-alcoólica . Esteatose hepática significa fígado gordo com a inflamação, por outras palavras, o dano permanente semelhante à doença alcoólica do fígado, mas, neste caso, ocorre em pessoas que não bebem álcool ou bebem moderadamente.

A esteatose hepática não-alcoólica difere da simples acumulação de gordura no fígado, que é uma condição completamente benigna. Até 20% dos adultos com a doença desenvolvem cirrose e até 11% pode originar a morte. Muitas pessoas desenvolvem insuficiência hepática crónica e necessitam de um transplante do fígado. A prevalência da doença é de aproximadamente  2-6% na população em geral.

As crianças podem desenvolver Gordura no Fígado?

A doença agora está -se a tornar evidente em crianças, devido em grande parte, a um aumento alarmante da obesidade infantil. Pode ser encontrada em crianças a partir dos quatro anos de idade.

Quais são os sintomas da Gordura no Fígado?

Em geral, as pessoas com esta doença hepática não têm sintomas. No entanto, algumas pessoas relatam desconforto no abdómen ao nível do fígado, cansaço, uma sensação geral de mal estar e desconforto.

Como é diagnosticada?

A Gordura no Fígado é geralmente suspeita em pacientes que têm um aumento do fígado ou uma alteração da função hepática. Um ultra-som do fígado pode sugerir a presença de um fígado gordo. Em alguns casos, o médico pode aconselhar uma biópsia do fígado, um procedimento em que o médico insere uma agulha no fígado e extrai um tecido para amostra, que é então examinado sob um microscópio.

Escolha um estilo de vida saudável.

O tratamento da gordura no fígado está relacionado com a causa. Neste momento, não é possível predizer quais os pacientes irão desenvolver esteatose hepática não-alcoólica. Uma vez que há uma acumulação de gordura simples, no entanto, o fígado torna-se vulnerável a danos adicionais, o que pode resultar na inflamação do fígado e cicatrizes.

Os pacientes obesos são aconselhados a terem uma perda de peso gradual e sustentada através de uma nutrição adequada e exercício físico. Pacientes com diabetes e elevadas concentrações de gordura no sangue tem que melhorar o seu controle de açúcar e baixos níveis de lipídios. Geralmente, um baixo teor de gordura, dietas de baixas calorias são recomendadas juntamente com insulina ou medicamentos para reduzir o açúcar no sangue em pessoas com diabetes.

Para os pacientes com esteatose hepática não-alcoólica que não estão acima do peso normal e não são diabéticos, requerem uma dieta com baixo teor de gordura. Também é recomendado às pessoas evitarem o consumo de álcool, uma vez que pode causar e contribuir para a gordura no fígado.

Actualmente, não existe nenhuma medicação provada para tratar eficazmente a a gordura no fígado. Uma vez que agora é uma condição tão comum, e suscitou um grande interesse na comunidade científica. Existe agora um grande número de ensaios clínicos para vários tratamentos da doença.

A Gordura no Fígado pode ser evitada?
Ao escolher um estilo de vida saudável, pode prevenir a obesidade, a razão número um para esta doença. Lembre-se que uma dieta saudável e exercício físico são componentes   importantes de qualquer regime para a  perda de peso. A seguir estão algumas sugestões para a prevenção da gordura no fígado:

  •      Escolha um estilo de vida saudável.
  •      Se estiver com excesso de peso, lute por uma perda gradual e sustentada de peso.
  •      Coma uma dieta bem equilibrada, baixa em gorduras saturadas e ricas em fibras.
  •      Introduza o exercício na sua rotina, pelo menos quatro vezes por semana. Pode desfrutar de caminhadas, natação, jardinagem, alongamentos, etc.
  •      Evite o álcool.

 

 

 

Outros artigos de interesse:



Comentários

comentários

Read more:
Apendicite

A apendicite é uma inflamação do apêndice cecal ou vermicular, uma pequena prolongação do intestino, situada na parte inferior direita...

Close